Banco de dados de Ciclovias, bicicletários e estações de bicicletas compartilhadas
CENTRO DE ESTUDOS DA METRÓPOLE DISPONIBLIZA UM CONJUNTO DE BASES DE DADOS RELACIONADAS AO TEMA MOBILIDADE POR BICICLETAS
 
A partir de agora a cidade de São Paulo passa a contar com um retrato das ciclovias, bicicletários e estações de bicicletas compartilhadas. O CEM disponibiliza em seu site três bases de dados georreferenciadas relacionadas ao tema mobilidade por bicicletas no município de São Paulo. 
 
O primeiro banco de dados traz o conjunto das ciclovias do município de São Paulo existente em junho de 2017 e foi produzido partir do arquivo georreferenciado com o desenho das ciclovias fornecido pela Prefeitura de São Paulo no site da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET)1, este banco é compatível com a Base de Logradouros do CEM. As ciclovias foram redesenhadas de forma a adequar os desenhos e localizações, permitindo uma melhor compreensão da relação entre ciclovias e ruas, e tornando mais evidente o posicionamento das ciclovias - nos canteiros centrais, calçadas ou na própria pista de rolamento. O banco de dados foi construído a partir das informações disponibilizadas pela Prefeitura e de relações espaciais analisadas a partir da comparação da base de ciclovias com as bases do CEM de estações de bicicletas compartilhadas, escolas, estações de metrô e CPTM, bicicletários, áreas verdes e setores censitários. O banco conta com informações sobre cada ciclovia a respeito de seu tipo (ciclovia, ciclofaixa ou ciclopassarela), sua extensão (por trecho e total) e a data de sua inauguração. Com tais informações georreferenciadas, será possível o estudo da distribuição de ciclovias no município de São Paulo em relação com a evolução histórica da rede cicloviária, por exemplo.
 
O segundo banco de dados georreferenciado representa o conjunto das estações de bicicletas compartilhadas de ambos os programas existentes no município de São Paulo: BikeSampa e CicloSampa. O primeiro conta com 247 estações e o segundo, com 17. A localização, os nomes e a quantidade de vagas das estações foram obtida a partir das informações disponibilizadas nos sites de cada programa1. Todas as estações possuem localização em latitude e longitude, mas para as estações do programa CicloSampa há também a localização por endereço. Além disso, foram calculadas as distâncias em metros entre cada estação e a mais próxima do mesmo programa (as bicicletas de um programa não podem ser retornadas em estações do outro programa), a qual também foi  identificada pelo nome. Por fim, há informações quanto à distância mínima em metros de cada estação até alguma ciclovia.
 
O terceiro banco traz os dados também georreferenciados dos bicicletários do município de São Paulo e visa a fornecer informações complementares ao Banco de Ciclovias do CEM. Traz informações a respeito de 84 equipamentos onde é possível guardar bicicletas, quanto ao seu local, tipo (bicicletário ou paraciclo), quantidade de vagas disponíveis para bicicletas e instituição ligada ao transporte responsável por sua manutenção (SPTrans, CPTM, Metrô, ViaQuatro, EMTU, SPPI ou SPSE).
 
Esta base está disponível na área de Base de Dados do CEM com acesso livre mediante cadastro. Se o visitante já é usuário cadastrado basta acessar com a conta de email previamente cadastrada.
 
 
Licença Creative Commons
Este site do Centro de Estudos da Metrópole está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://centrodametropole.org.br/